Vinte entidades judaicas comemoraram juntas os 68 anos de existência do Estado de Israel

Apresentação de dança 1

 

O evento União em Yom Haatzmaut vem ganhando mais força e maior participação comunitária a cada ano. Vinte entidades judaicas se uniram para comemorar os 68 anos da Independência do Estado de Israel, com uma extensa agenda de atividades que marcaram esta importante data.

Apresentação musical no Colégio Renascença e harkadot (danças judaicas) na CIP e na Hebraica, cerimônia especial de Shabat na Comunidade Shalom, além de Shuk com especialidades da culinária judaica, Feira da Comunidade da Na’amat Pioneiras São Paulo, Exposições e Jantar do Azul e Branco, que aconteceram na Hebraica, fizeram parte da extensa programação cultural e festiva que aconteceu entre os dias 12 e 15 de maio.

Um dos destaques da programação foram as apresentações do Mega Coral da Comunidade Judaica, com mais de duzentas vozes, sob regência do Maestro León Halegua, Sima Halpern ao piano, chazan Gerson Herszkowicz, solo de Regis Karlik e participação especial de Margot Lohn Kullock, que se apresentou na escadaria do Teatro Municipal e no Ato Solene que encerrou as comemorações.

A programação contou ainda com a Exposição dos quadros vencedores do Concurso WIZO de Pintura e Desenho Brasil – Israel, das fotos da Campanha “Eu Me Amarro em Israel” do Fundo Comunitário, dos 80 anos da CIP, além da Exposição Israel Tecnologia, da Wizo.

O Ato Solene, que lotou o Teatro Arthur Rubinstein de A Hebraica, contou com discursos de Avi Gelberg (presidente da Hebraica), Bruno Laskowsky (presidente da Federação Israelita do Estado de São Paulo), Fernando Lottenberg (presidente da Confederação Israelita do Brasil), Yoel Barnea (cônsul de Israel em São Paulo), Floriano Pesaro (Secretario de Desenvolvimento Social – representando o governador Geraldo Alckmin) e de Marcos Pereira ( Ministro do Desenvolvimento da Indústria e Comércio). O vereador Gilberto Natalini também esteve presente.

Em seus pronunciamentos, todos destacaram a importância das entidades judaicas trabalharem unidas e de como a diáspora é importante para Israel, um país com poucos recursos naturais, e que em 68 anos tornou-se um modelo de superação e um grande exemplo para o mundo.

O evento União em Yom Ha’atzmaut demonstrou que a comunidade judaica de São Paulo busca agregar valor a comunidade maior, valorizando as contribuições de Israel nas mais diversas áreas e de como sua independência simboliza a realização de um sonho e de esperança.

“Tantas foram as vezes que estive em Israel, que já não consigo contá-las. Se minha agenda permitisse, iria todos os anos ao Estado Judeu, pois entendo a importância que o Estado de Israel tem para a tecnologia mundial, a economia e o comércio exterior. As portas do nosso ministério estão abertas às lideranças judaicas e ao Estado de Israel e vamos trabalhar para que Israel seja um dos primeiros estados a ser visitado pelos Ministérios das Relações Exteriores e da Indústria e Comércio. Deixo aqui o meu compromisso de reforçar os laços comerciais com Israel”, destacou o Ministro Marcos Pereira, efusivamente aplaudido pelo público presente.

O evento União em Yom Ha’atzmaut resultou de uma parceria da A Hebraica, Agência Judaica, Beth-El, B´nai B´rith do Brasil, Congregação Israelita Paulista/ Lar das Crianças, Confederação Israelita do Brasil, Consulado Geral de Israel, El Al, Federação Israelita do Estado de São Paulo, Fundo Comunitário, Israel Bonds, Keren Kayemet LeIsrael/ KKL Brasil, Masa, Museu Judaico de São Paulo/Arquivo Histórico Judaico, Na´amat Pioneiras São Paulo, Residencial Israelita Albert Einstein, Sinagoga do Colégio Renascença, Unibes e WIZO São Paulo.

 

Exposição de Fotos Eu me Amarro em Israel

Fernando Lottenberg e o cônsul Yoel Barnea

Floriano Pesaro, Ministro Marcos Pereira e Bruno Laskowsky

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *