Menu

Jornais judaicos dos EUA fazem raro editorial conjunto, após Pittsburgh

2018-11-01 - Uncategorized

Mais de uma dúzia de jornais judaicos norte-americanos se reuniram nesta quarta-feira (31/10) em um raro editorial conjunto suplicando aos políticos dos EUA e líderes comunitários para agirem em solidariedade com a comunidade judaica de Pittsburgh.

A publicação foi escrita em parceria por Jane Eisner, editora-chefe do The Forward e Dovid Efune, editor-chefe e CEO da The Algemeiner, dois escritores que estão tipicamente em lados opostos do espectro ideológico.

“Como jornalistas, temos uma variedade de opiniões sobre política neste país e em Israel; a comunidade judaica norte-americana é diversificada, e essas diferenças são refletidas nas páginas de sua mídia ”, disse o comunicado.

“Ao nos unirmos agora, não estamos apagando essas diferenças, mas sobrepujando-as, para lançar um apelo à solidariedade e respeito. e pedindo aos nossos líderes políticos e comunitários que façam o mesmo.”

Mais de uma dúzia de outros líderes no jornalismo judaico-americano assinaram o editorial conjunto depois que Efune propôs a ideia a Eisner, após um ataque a tiros que matou 11 judeus e deixou vários outros feridos.

“Somos todos judeus. Deixe este horrível massacre ser um momento de redenção, bem como de luto. Vamos discutir uns com os outros como Hillel argumentou com Shammai – com civilidade.

Vamos reconhecer nossa humanidade em comum com outros americanos que também estiveram sujeitos à inconcebível violência ”, diz a declaração.

“A mídia judaica tem uma longa e orgulhosa história na América, e nós nos comprometemos a continuar nossa missão de informar, refletir e unir nossas comunidades, ainda mais necessárias neste momento doloroso.”

O editorial foi programado para aparecer tanto on-line quanto na versão impressa. como através dos meios de comunicação nacionais e regionais.

Os autores esperam espalhar seu conteúdo pelas mídias sociais usando a hashtag #WeAreAllJews.

Uma resposta editorial semelhante ocorreu em julho, quando os três principais jornais judaicos britânicos publicaram uma advertência editorial conjunta sobre a ameaça “existencial” que o controverso líder do Partido Trabalhista, Jeremy Corbyn, representava para os judeus britânicos.

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *