Menu

MEU SABA, ESPETÁCULO INSPIRADO NO LIVRO DA NETA DE YTZHAK RABIN, VOLTA AO RIO DE JANEIRO

2018-09-21 - Uncategorized

Em novembro de 1995, aos 19 anos, Noa Ben-Artzi Pelossof foi escolhida para uma difícil
missão: prestar homenagem ao então primeiro-ministro de Israel Ytzhak Rabin, seu avô,
vítima de um assassinato que marcou o mundo. A força de suas palavras, que expressaram
memórias afetuosas e relatos sombrios de uma guerra secular, deu origem ao livro “Em
Nome da Dor e da Esperança”, inspiração do espetáculo Meu Saba, que reestreia na Casa
de Cultura Laura Alvim, espaço da Secretaria de Estado de Cultura/FUNARJ, no dia 14 de
setembro. A temporada será de sexta a domingo, até 7 de outubro.

Com direção de Daniel Herz e estrelado pela atriz Clarissa Kahane, o monólogo foi indicado
em diversas categorias do Prêmio Cesgranrio de Teatro: Melhor Espetáculo, Melhor
Direção, Melhor Cenografia e Melhor Iluminação (vencedor de Melhor Iluminação e

Cenografia) e ao Prêmio Shell de Teatro de Melhor Iluminação. Sucesso em sua estreia
nacional no Festival de Curitiba, em 2015 (data que marcou os 20 anos do assassinato de
Rabin), o espetáculo já fez temporadas no Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador e Belo
Horizonte.

“Meu Saba” se passa nos 30 segundos que Noa Ben-Artzi tem para chegar ao púlpito onde
fará a homenagem ao avô (saba, em hebraico). Nesse espaço temporal, ela revive
sentimentos da infância passada na casa dos avós, uma mistura do amor de sua família e o
medo constante do ódio vindo de dentro e de fora do país. Em 1994, Ytzhak Rabin recebeu
o Prêmio Nobel da Paz devido ao Acordo de Oslo, que assegurou a autonomia palestina na
faixa de Gaza e o fim do conflito entre a OLP (Organização para a Libertação da Palestina) e
Israel. Um ano depois, o premiê foi morto por um radical israelense que discordava de sua
visão sobre o conflito. "É uma grande honra ver que o meu livro está dando oportunidade
para pessoas talentosas fazerem a sua arte e, com isso, manterem o legado do meu avô vivo
para futuras gerações. É realmente tocante. Agradeço a vocês por me permitirem cumprir
essa missão”, destacou Noa Ben-Artzi Pelossof

A atriz Clarissa Kahane, que vive Noa no espetáculo, sentiu a força dessa história desde a
primeira leitura, realizada há mais de 10 anos. Ela ganhou o livro de sua avó, quando tinha
17 anos e decidiu levar esse relato emocionante para o teatro, dando continuidade à
parceria com o diretor Daniel Herz, com quem trabalhou em diversos projetos como atriz e
diretora assistente. Segundo Herz, “em um momento de tantas incertezas, tantos
radicalismos macabros, encenar 'Meu Saba' traz um alento, a possibilidade da coexistência
pacífica na diferença.”

O cenário. Assinado por Bia Junqueira, tem aspectos minimalistas e estruturais. Uma caixa
branca abriga vários tijolos organizados em linha formando uma passarela. O trajeto
representa o percurso que Noa irá percorrer até chegar ao púlpito, onde fará o discurso em
homenagem ao avô. Também espalhados em diversos pedaços pelo palco, os tijolos
representam a construção e a desconstrução da história, das memórias da autora.

O figurino de Antônio Guedes transmite a força e a delicadeza da mulher israelense. A
roupa traz referências dos anos 90 com peças sobrepostas e estampas xadrez, dialogando
com a estética contemporânea da peça. Em cena, Clarissa veste uma camiseta-body de tule
preto, por cima um vestido xadrez em tons escuros. Uma bota de cano curto completa o
figurino.

“Meu Saba” tem produção da Palavra Z Produções Culturais, direção de produção de Bruno
Mariozz e conta com patrocínio da Klabin S.A. através da Lei Rouanet.

Fotos de cena em alta resolução: https://goo.gl/6rteHW
Cenas do espetáculo em vídeo (senha: raifive): https://vimeo.com/273513845

FICHA TÉCNICA
Direção: Daniel Herz
Elenco: Clarissa Kahane
Autoria: Noa Ben Artzi-Pelossof
Adaptação: Clarissa Kahane, Daniel Herz e Evelyn Dizitzer
Direção de Produção: Bruno Mariozz
Consultoria Dramatúrgica: Evelyn Disitzer
Diretor Assistente: Wendell Bendelack
Assistente de direção: Carol Santarone
Iluminação: Aurélio Di Simoni
Cenografia: Bia Junqueira
Figurino: Antonio Guedes
Música: Antonio Saraiva
Direção de Movimento: Duda Maia
Assistente de cenografia: Zoé Martin-Gousset
Assistente de figurino: Adriana Lessa
Assistente de Produção: Marcus Andrade
Designer: Leonardo Konther
Coordenação de comunicação: Denise Kafka
Produção: Palavra Z Produções Culturais
Idealização: Clarissa Kahane

SERVIÇO “MEU SABA”
Local: Casa de Cultura Laura Alvim
Endereço: Av. Vieira Souto, 176 – Ipanema

De: 14 de setembro a 7 de outubro (sexta a domingo)
Horário: Sexta e sábado, às 20h; Domingo às 19h.
Ingressos: R$40 (inteira) e R$20 (meia-entrada)
Informações: (21) 2332-2016
Classificação: 12 anos
Duração: 60min
Classificação: 12 anos
Capacidade: 190 lugares

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *