Menu

O 5° Fórum de Diretores Comunitários reúne profissionais em Israel

2018-07-04 - Uncategorized

O 5° Fórum Nacional de Diretores Comunitários, do Congresso Judaico Mundial (WJC) foi realizado de 24 a 27 de junho, realizado este ano excepcionalmente em Israel, por ocasião dos 70 anos de fundação do país, como um tributo a inquebrantável relação entre o Estado Judeu e a diáspora. O fórum reuniu profissionais das várias comunidades judaicas espalhadas pelo mundo.

Tivemos a participação de mais de 60 profissionais, representando 52 comunidades judaicas distintas.

É uma excelente oportunidade para estudarmos diferentes assuntos, bem com discutir temas prioritários do cotidiano de nossas comunidades. Conversarmos a respeito das melhores práticas, desafios comuns e particularidades de cada região do planeta”, disse o diretor geral da Conib, Sergio Napchan, que participou do encontro.

Para Napchan, o evento propiciou uma excelente ocasião para conhecer a pujança da sociedade israelense: suas principais conquistas nos diferentes campos do conhecimento; seus desafios internos inerentes à própria sociedade israelense, plural e complexa; e externos, em relação a sua vizinhança hostil.

Temas como antissemitismo, mídia social, discurso de ódio, relacionamento entre Israel e Diáspora, definiram a essência dos temas tratados no evento, com a presença de grandes especialistas nestes assuntos.

Outro momento de relevância foi a análise de iniciativas de determinados segmentos da sociedade civil, que promovem campanhas difamatórias ou de boicote ao Estado de Israel, em diferentes áreas. Especialmente no esporte, na cultura e na Academia.

Uma parte do programa foi dedicada ao encontro com cinco diretores gerais de cinco Ministérios em Israel:  Imigração e Absorção, Assuntos Estratégicos e Diplomacia Pública, assuntos da Diáspora, Mundo Judaico e Religiosos, Patrimônio de Jerusalém e sua herança e Chevra Kadisha, ou seja, sociedade funerária.

Um dos momentos marcantes, conta Sergio Napchan. foi a visita ao Kibbutz Nahal Oz, na fronteira de Gaza. Naquele local, os participantes constataram a tensão e o stress que vivem os moradores daquela comunidade, por conta da sistemática ação beligerante por parte do Hamas, grupo terrorista que lidera a população da região. “Vale destacar que aquela área já foi uma fronteira segura e amistosa, onde israelenses frequentavam as praias de Gaza e seus estabelecimentos comerciais, e o palestinos por sua vez trabalhavam em Israel e desfrutavam dos produtos e dos serviços. Estamos nos referindo a um período até a década de 1980. Os moradores desta comunidade ainda aguardam esperançosos o dia em que esta situação do passado possa ser uma realidade presente, por esta razão permanecem vivendo naquela região”, relata o diretor.

Ele ainda ressaltou a importância do evento: “Estes encontros são muito importantes para promover sinergias, networking e especialmente estudarmos temas centrais do nosso cotidiano comunitário”.

Comments

comments

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *