Menu

Brasil 247 se retrata por publicação de texto antissemita

2018-03-22 - Uncategorized

O site Brasil 247 publicou nesta terça (21/3), “Carta Aberta à Comunidade Judaica e a Todas as Comunidades Sujeitas ao Racismo”, uma retratação pela postagem do texto “Quem é judeu”, veiculado no dia 3 de março e assinado por Lelê Teles:

“Neste 21 de março, Dia Internacional contra a Discriminação Racial, o Brasil 247 e a TV 247 se retratam pela publicação do texto “Quem é judeu”, que já motivou uma retratação do próprio autor, e lançam um ciclo de debates, em parceria com a Frente Inter-religiosa Dom Paulo Evaristo Arns por Justiça e Paz, com a finalidade de combater toda a forma de intolerância contra povos, culturas e religiões” – afirma o site em sua capa.

No documento, os responsáveis pelo site admitem erro e explicam que “o choque por deixar passar pelo controle editorial esse texto com referências negativas a toda uma coletividade”, levou-os a uma reflexão profunda. Afirmam que o texto de Teles “continha de fato uma visão deturpada a respeito dos judeus, de suas crenças e de sua história, visão lamentavelmente comum pela popularidade de visões conspiratórias”.

O Brasil 247 deseja ir além da retratação pontual e iniciar programação relacionada ao combate ao racismo. Dentro desse contexto, e no da intolerância em geral, se dará relevância ao antissemitismo. O site convidou o rabino Alexandre Leone, doutor em ciência judaica, para uma mesa de debates na manhã desta terça, realizada pela TV 247, sobre a presença do racismo e da intolerância religiosa na sociedade brasileira. A sacerdotisa no candomblé Janaína Teodoro é a outra participante do programa, mediado pela editora Gisele Federicce.

A matéria de Lelê Teles, a pretexto de criticar o Primeiro Ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, trazia uma série de ofensas e grosserias antissemitas.

A Conib, a Fierj, a Fisesp e a Anajubi (Associação Nacional de Juristas Brasil-Israel) protocolaram, no Ministério Público Federal, notícia-crime contra o autor. A medida foi tomada tão logo as instituições souberam da existência do texto e elaborada pelo escritório de advocacia Bergher e Mattos, com a colaboração dos advogados da Conib e das Federações Israelitas. Como órgão de representação e coordenação política da comunidade judaica brasileira, a Conib posiciona-se sempre na linha de frente do combate ao antissemitismo e à intolerância de todos os matizes.

Comments

comments

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *