A Universidade Hebraica de Jerusalém é a 82ª Universidade mais inovadora no mundo

Segundo o Ranking Anual das Universidades mais Inovadoras do Mundo da Reuters, a Universidade Hebraica de Jerusalém ocupa hoje o 82º lugar na classificação geral. Se considerarmos somente Israel, a UH é a que tem melhor colocação, seguida pela Universidade de Tel Aviv (88ª) e Technion – Instituto de Tecnologia de Israel (89ª).

A Universidade Hebraica subiu 14 posições no ranking em relação ao ano passado, quando foi classificada como a 94ª universidade mais inovadora.

O Reuters é um fornecedor de informações e de notícias internacionais com alcance de mais de um bilhão de pessoas todos os dias. A análise deles identifica as instituições de ensino que fazem o máximo para o avanço científico, inventar novas tecnologias e impulsionar novos mercados e indústrias. O ranking se baseia em uma série de indicadores, incluindo pedidos de patentes e citações de pesquisas.

O Reuters mencionou a Yissum – Companhia de Pesquisa e Desenvolvimento, companhia de transferência de tecnologia da Universidade Hebraica por disponibilizar no mercado as descobertas e tecnologias dos alunos e pesquisadores, com 10000 patentes registradas cobrindo 2800 invenções, mais de 900 tecnologias licenciadas e 125 startups aceleradas.

“Estamos agradecidos por este reconhecimento da Universidade Hebraica como líder em inovação” disse Prof. Asher Cohen, Presidente da Universidade Hebraica de Jerusalem.” Há um século, essa herança de inovação começou com os nossos fundadores, Albert Einstein, Sigmund Freud e Martin Buber. Mais de meio século atrás, estabelecemos a Yissum para transformar pesquisa científica acadêmica em aplicações comerciais. E hoje, essa cultura de inovação continua com os esforços e a excelência de nossos alunos, professores e funcionários, cujo trabalho é criar um mundo melhor para pessoas em todos os lugares”.

“A Yissum – Cia de Pesquisa de Desenvolvimento da Universidade Hebraica de Jerusalém, traz tecnologias e descobertas de estudantes e pesquisadores ao mercado”, disse o perfil da Reuters. “Os administradores afirmam que os produtos com base em suas patentes comercializadas geram mais de US $ 2 bilhões por ano nas vendas. Os desenvolvimentos bem-sucedidos incluem a droga Exelon, usada para tratar a doença de Alzheimer; Doxil, para câncer de ovário; e Mobileye, um sistema de alerta de colisão para veículos”.

“Essas inovações altamente bem-sucedidas são excelentes exemplos do tipo de pesquisa transformacional que continuamente se origina na Universidade Hebraica”, disse o Dr. Yaron Daniely, CEO e Presidente da Yissum. “Nossa missão como uma das primeiras empresas de transferência de tecnologia já criada é certificar-se de que a pesquisa inovadora da Universidade Hebraica continue a atrair o apoio empresarial e industrial e a se traduzir em soluções para os desafios enfrentados hoje em dia no mundo”.

Yissum é a empresa de transferência de tecnologia da Universidade Hebraica de Jerusalém. Fundada em 1964, é a terceira empresa desse tipo a ser estabelecida e hoje serve de ponte entre pesquisa acadêmica de ponta e uma comunidade global de empreendedores, investidores e organizações industriais. Para mais informações, visite www.yissum.co.il.

A Universidade Hebraica de Jerusalém é a principal instituição acadêmica e de pesquisa de Israel, onde a ciência e o conhecimento são avançados em benefício da humanidade. A Universidade Hebraica produz um terço de toda a pesquisa civil em Israel. Para obter mais informações, visite http://new.huji.ac.il/pt.

Comments

comments

label

About the author

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *