Jovens relatam experiências inesquecíveis e transformadoras vivenciadas no Instituto Weizmann de Ciências em Israel

z

Após processo de seleção com mais de 200 inscritos de todo o país, a Associação de Amigos do Weizmann no Brasil proporcionou a um grupo de jovens a bolsa integral para participar do International Summer Science InstituteEscola de Verão do Instituto Weizmann de Ciências, que aconteceu durante o mês de julho, na cidade de Rehovot, Israel.

No domingo, 17 de setembro, Daniel Burghardt, Maria Eduarda Santos de Almeida, Luiz Fernando da Silva Borges e   Vinicius Muller  participaram do Weizmann Talks na A Hebraica, onde emocionaram o público presente ao dividirem as experiências e projetos dos quais participaram durante este intenso mês,  onde além de vivenciarem ciência 24 horas por dia, conheceram Israel de Norte a Sul.

Esse ano, a apresentação foi ainda mais especial, pois contou com a presença de Kawoana Vianna, bolsista do Weizmann em 2013. Líder do grupo “Cientista Beta” ela é reconhecida como uma das pessoas que mais inspira os jovens do Brasil no envolvimento pessoal na ciência de alta qualidade.

“Ganhar a Bolsa para o Weizmann em 2013 foi a realização de um sonho. Foi lá que aprendi o poder da curiosidade e de  como é importante deixar as perguntas nos moverem através das fronteiras do conhecimento.  Da mesma forma que os Amigos do Weizmann me apoiaram naquela época, criei o projeto Cientista Beta para levar a ciência para jovens do Ensino Médio para que eles saibam que oportunidades como essa existem”, destacou.

Durante quase duas horas os jovens deram relatos sobre como se sentiram ao saber que ganharam a bolsa para o Weizmann e do projeto desenvolvido por cada um, enfatizando o acesso aos mais modernos laboratórios e a troca de experiência com mais de 80 alunos provenientes de 15 países diferentes,  mas que segundo eles, são todos muito parecidos e têm em comum o mesmo amor pela ciência.

Eles também falaram sobre os passeios que fizeram por Israel,  e de como foi enriquecedor entender a cultura e vivenciar o dia a dia em um país tão pequeno, mas que causa um impacto tão grande no mundo. Também não faltaram agradecimentos ao Grupo de Amigos do Weizmann, por ter propiciado essa experiência inesquecível e transformadora.

“Tivemos uma noite inspiradora e saímos muito enriquecidos ao constatar toda a experiência que vocês adquiriram ao participar da Escola de Verão do Weizmann, o que nos deixa mais motivados ainda.   A geração de vocês é a nossa grande esperança para termos um Brasil melhor”, destacou o presidente da Associação de Amigos do Weizmann no Brasil, Mario Fleck.

“Precisamos criar conhecimento. Usar é bom, mas criar é necessário. Acredito no poder transformador da Ciência e nessa juventude.  Esse é o Brasil em que acredito, esse é o Brasil que dá certo”, complementou a vice-presidente dos Amigos do Weizmann, Regina P. Markus

International Summer Science Institute aconteceu de 04 a 30 de julho de 2017, período em que o Instituto Weizmann abriu seus mais modernos laboratórios nas áreas de bioquímica, biologia, química, matemática, ciência da computação e física para os futuros cientistas.   Trabalho de bancada e seminários de área foram o foco durante as primeiras semanas e em seguida o grupo realizou trabalho de campo próximo ao Mar Morto. Neste ecossistema único e peculiar os estudantes tiveram a oportunidade de pesquisar em tópicos multidisciplinares incluindo biologia, geografia, história e arqueologia.

label

About the author

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *