Colégio Bialik fica com o primeiro lugar nacional em evento de ciências e representará o Brasil na feira mundial Intel ISEF Inbox

Impulsionados por um projeto educacional inovador, que incentiva a visão macro do conhecimento, alunos do Colégio Bialik, de São Paulo, vêm colecionando excelentes resultados em feiras de ciências e tecnologia no Brasil e do mundo. Nos últimos anos, vários estudantes da instituição foram finalistas ou vencedores de importantes eventos como a Intel ISEF, Febrace e Mostratec.

A iniciação científica dos alunos do Bialik é obrigatória a partir do segundo ano, quando os estudantes começam a receber orientação para desenvolver pesquisas nas mais diferentes áreas. A meta do colégio é ter até 80% de seu corpo discente viajando pelo país e exterior para participar das feiras de ciências.

Recentemente, a Febrace 2012 (Feira Brasileira de Ciências e Engenharia), realizada em março, premiou dois estudantes do Bialik, que irão representar o colégio em importantes eventos do gênero no Brasil e no mundo. A aluna Paula Szuster Sarue conquistou na Febrace deste ano o primeiro lugar em trabalho científico de engenharia, e recebeu uma indicação para participar da Intel ISEF 2012, considerada a mais importante feira de ciências do planeta, que acontecerá de 12 e 18 de maio na Pensilvânia, nos EUA. Vale lembrar que em 2010, o grande vencedor da Intel ISEF foi justamente um aluno do Bialik.

Também na edição 2012 da Febrace, o estudante Heitor Santos ficou com o Prêmio IBM “Futuro mais Inteligente”. Santos alcançou o 1º lugar em Ciências Humanas, 2º lugar em Melhor Pôster e 2º lugar em Melhor Relatório. Além de ganhar um curso de inglês, o jovem terá direito a publicar um artigo na Revista Inciencia e participará como finalista na Mostratec 2012, Mostra de Ciência e Tecnologia, marcada para 22 a 27 de outubro em Novo Hamburgo, RS.

Em 2011, os alunos do Bialik obtiveram excelentes resultados na Mostratec e estas vitórias rendem novos desafios durante 2012. A jovem Beatriz Len conquistou na Mostratec 2011 o 2º Lugar em Ciências Sociais, Comportamento e Arte e teve o projeto credenciado para participar da Fast em Milão, na Itália, que será realizada neste mês de abril. Já os estudantes Marjorie Rasinovsky Martins Ferreira e Heitor Santos, também devido ao êxito de sua participação na mostra brasileira, estão com os projetos selecionados para a Milset América Latina, em Assunção, no Paraguai, em agosto.

Em uma sequência vitoriosa, os alunos do Bialik garantiram participações nos dois últimos mundiais da Milset (Tunísia e África do Sul), em 6 das últimas 8 edições da Intel ISEF, além de eventos na Rússia, México, Peru, entre outros países.

“O Bialik incentiva o desenvolvimento intelectual de seus alunos com um projeto educacional único, que forma talentos”, afirma João Carlos Guedes da Fonseca, diretor pedagógico do colégio. “Em contrapartida, nossos estudantes reconhecem este empenho em garantir excelente formação e enxergam os campeonatos de ciência e tecnologia como preparativos para os desafios de vida acadêmica e profissional futuras. É esse comprometimento de todos que gera resultados tão positivos.”

Sobre o Bialik – Após adotar corajosas inovações em seu projeto pedagógico, o Colégio Bialik – fundado em 1943 e com quase 70 anos dedicados à formação de crianças e adolescentes na cidade de São Paulo – vem se firmando como referência nacional de ensino de qualidade em todas as etapas da educação em que atua: Infantil, Ensino Fundamental I e II, e Ensino Médio.

Destacam-se no projeto educacional do colégio de tradição judaica o novo agrupamento de matérias no ensino médio, o grande incentivo à participação dos alunos em pesquisas científicas, e o aumento de horas/aula – hoje 88% maior que o recomendado pelo MEC.

No ensino médio, o Bialik adotou uma proposta completamente inovadora. Desde o ano passado, os alunos são incentivados a ter uma visão macro dos estudos, centrada em três temas: Humanidades, Básico e Ciências Naturais. Neste formato, novos conceitos de matérias como “Lógica e Leitura de Textos”, “Geometria Euclidiana”, “Formação do Pensamento Brasileiro” e “Das Estrelas ao Átomo” unem disciplinas dadas anteriormente de maneira separada, como matemática, português, história, ciências e física. O resultado é que os alunos começaram a entender a real aplicação do que estão estudando e ficam mais preparados para o vestibular e a vida universitária.

A excelente formação do quadro de professores é sem dúvida a principal base para o ótimo desempenho da escola. No Ensino Fundamental II e Ensino Médio, de 68 professores, 46 são mestres, doutores e pós-doutores (29 mestres, 13 doutores e 4 pós-doutores). Assim como o programa pedagógico, a avaliação dos alunos também é inovadora. Apenas 25% do conceito vêm da nota da prova, o restante fica por conta dos resultados de seminários e de um ensaio interdisciplinar corrigido pelo grupo de professores.

Também no ensino de língua estrangeira, o colégio vai além de outras instituições de ensino. Em 2012, a carga de inglês subirá para 4 aulas de uma hora por semana. Esta é a maior carga das escolas judaicas monolíngues e uma das maiores dos colégios não judaicos em SP.

No centro de todas as inovações adotadas em seu programa de ensino, o Colégio Bialik mantém a figura do professor como a principal base para a formação dos alunos. Assim, a moderna tecnologia presente nas salas de aula e laboratórios do colégio está sempre a favor desta filosofia de ensino. É com a ampla valorização das habilidades de seus profissionais e com o respeito às reais necessidades de aprendizado dos estudantes que o Bialik cresce a cada dia como instituição de ensino e firma-se como uma das melhores opções de colégio do Brasil.



Leave a comment

Your email address will not be published.

*